fbpx

Conheça os diferentes tipos de segmentações e públicos do Google Ads

bangboo

Você quer começar a investir em anúncios, mas ainda não entende como funciona a segmentação do público-alvo? No post de hoje vamos conversar sobre o tema e te dar algumas dicas para ajudar a usar o Google Ads. Continue lendo esse artigo até o final para ficar por dentro do assunto.

O que é a segmentação de público?

Para anunciar no Google Ads a primeira estratégia que precisa estar bem definida é o público-alvo, ou seja, as pessoas que vão comprar de você. 

Para isso existe a segmentação, esse termo nada mais é do que dividir o seu público em grupos baseados em características em comum. Por exemplo, se você tem um negócio local é possível dividir o seu público alvo em cidades e fazer com que seus anúncios apareçam somente para quem mora na cidade onde está localizada a sua empresa.

Existem diferentes formas de segmentar o público e nesse artigo vamos falar sobre algumas delas, mas antes é preciso ter claro o conceito de público alvo. Caso você ainda não esteja tão familiarizado com o termo ou não saiba como definir o seu, leia o nosso post  Pare de falar certo com a pessoa errada.

Qual a importância da segmentação?

A segmentação serve ajuda os anúncios a serem direcionados de forma mais assertiva dentro da internet, ela faz com que seu conteúdo chegue para públicos específicos que têm maior chance de aderência. Além disso, ela auxilia na: 

  • Melhora do desempenho de campanhas
  • Se destacar da concorrência ao criar um produto ou serviço que atendem as necessidades de um grupo determinado
  • Estabelece um posicionamento no mercado com o foco da empresa em direcionado para um grupo específico 
  • Garante uma maior conexão com o cliente ao fazer campanhas que o façam se identificar com o produto ou serviço da marca 
  • Aperfeiçoa a comunicação da empresa evitando economizando tempo e esforço com um público que não vai trazer retorno

Principais tipos de segmentação

Entendendo o conceito de segmentação é hora de conhecer os tipos de público que você pode segmentar no Google Ads, confira os principais: 

  • Segmentação Geográfica 

Como citamos no exemplo do primeiro tópico, a segmentação geográfica direciona anúncios ao público que mora em uma região pré-estabelecida. Por exemplo, se você tem uma loja local em Curitiba – Paraná e deseja vender para aquela região, não fará sentido anunciar para todo território brasileiro, não é?

Para isso, a segmentação geográfica garante que os anúncios cheguem somente para o público da região que você determinou. Assim, você não perde dinheiro com um público que não pode consumir seu serviço. 

 

  • Segmentação Demográfica

Esse tipo de segmentação nada mais é do que a restrição por grupo de acordo com faixa etária e gênero. Por exemplo, se você tem uma loja de um produto predominantemente feminino, como absorventes, não é atrativo que seus anúncios apareçam para homens, não é? Por isso, a segmentação pode te ajudar a delimitar suas campanhas para mulheres na faixa etária certa para vender o seu produto. 

  • Segmentação por interesse

Através dos dados coletados durante a navegação dos usuários em sites e redes sociais, o Google Ads também disponibiliza a segmentação por interesse do público. 

Essa segmentação torna as campanhas ainda mais precisas, pois a ferramenta monitora as navegações feitas pelos usuários e separadas por grupos de interesse. 

Por exemplo, supondo que você tem uma loja de calçados, alguns usuários buscam por tênis e outros por botas. Então, dentro do seu nicho existem dois grupos, um que procura por tênis e outro por botas.

Na segmentação por interesse o Google Ads consegue direcionar os grupos para seus interesses específicos, assim os usuários que se interessam por tênis veram campanhas de tênis e os que se interessa por botas, anúncios de botas.

4 tipos de público no Google Ads

Como vimos, pelo Google Ads é possível fazer a segmentação levando em consideração tanto o perfil do cliente quanto por conteúdo acessado. Dentro desta possibilidades os públicos usados são diversos, por isso separamos os 5 tipos mais importantes para você conhecer. Confira: 

  1. Visitantes de sites: públicos que visitam sites e páginas específicas, como páginas de compra ou captura da sua marca. 
  2. Palavra-chave: grupo de pessoas que pesquisam por palavras específicas que se encaixam com o nicho que sua empresa atua. 
  3. Canais, sites e vídeos: assim como no primeiro tópico, também é possível testar a segmentação com um tipo de público que consome canais, vídeos e páginas específicas. 
  4. Lista de clientes: público que já comprou da sua marca. Esse tipo de público precisa de atenção, pois é importante para fidelização, pois eles já provaram o seu produto e podem continuar comprando da sua empresa. 

Dicas para fazer uma boa segmentação

Para fazer uma boa segmentação é preciso estar atento a alguns fatores, por isso preparamos algumas dicas de como fazer com que sua segmentação seja assertiva. Veja: 

 Conheça seu público:

Sem conhecer o seu grupo de clientes é impossível fazer uma segmentação assertiva, por isso é necessário coletar dados que vão te ajudar a entender desde características básicas dos clientes até traços mais profundos de personalidade. 

 Faça uma análise estratégica:

Para uma boa segmentação é importante ter um ponto crucial muito bem alinhado, o objetivo da campanha. A partir disso será possível fazer uma análise dos dados do público e direcionar a estratégia para alcançar o objetivo da empresa. 

 Reavalie a segmentação periodicamente: 

O tráfego de campanhas não tem uma fórmula física, é preciso constantemente se adaptar aos hábitos de consumo do seu cliente. Por isso, para que sua segmentação tenha sucesso é importante reavaliar a rota com frequência para entender se o público escolhido está dando resultado ou se é preciso partir para outra estratégia.

Gostou de conhecer mais sobre segmentação? Confira nossos outros artigos com temas relacionados:

Não esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais para conhecer mais conteúdos como esse: @agenciabangboo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email