fbpx

Um dia que pede por muitas homenagens.

Vivemos na época das urgências, ou melhor, na época da banalização das urgências.

bangboo

O Dia Internacional da Mulher é detalhe, é quebra de limites, é segurança, é desafiar antigos paradigmas. Tudo em busca de um presente mais justo.

Por isso ele pede, no mínimo, uma série de homenagens. E foi isso que os nossos clientes fizeram.

O desrespeito se esconde nos menores sinais, aqueles que estão encobertos pelos costumes diários da nossa sociedade. Por isso, atenção. Se cada um deles for exposto, aos poucos, teremos uma sociedade mais justa para todos. Só assim o desrespeito tem final.

Ser mulher é um desafio. Por isso, os limites não combinam muito com elas. Seu dia a dia é feito de superação. Mas às vezes, vencer algumas dessas “barreiras” pode mudar o ponto de vista de uma vida para sempre. E foi isso que aconteceu no Dia Internacional da Mulher do Avenida Center, que convidou Maria Angélica para viver uma experiência ilimitada.

Ela desafiou a gravidade. Mais um limite foi quebrado.

A Cocamar mostrou que ser mulher está acima de qualquer padrão. Funções diferentes, com as mesma competência, determinação e eficiência. Isso rompe barreiras e decreta novos horizontes. Até porque, seguir qualquer tipo de padrão, é pequeno demais para grandes mulheres.

Com a Pandurata, você pode alimentar tanto o seu corpo quanto sua autoestima. Uma prova disso foi o sorteio realizado no Dia Internacional da Mulher. Todas as funcionárias concorreram a kits de compras Dafiti e uma consultoria de estilo com Carol Garcia. O resultado foi um look incrível.

Quem acha que o campo é feito apenas de homens, está muito enganado. Foi isso que mostramos com o case “Mulheres no Campo”, onde mostramos mulheres que são exemplos que determinação e sucesso também no campo. Os velhos preconceitos ficam para trás, dando espaço para um futuro mais igual e justo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email