fbpx

10 tipos de conteúdos para redes sociais

bangboo

Produzir conteúdo é uma ótima estratégia para atrair clientes e fazer com que o público conheça a sua marca e as soluções que ela oferece no mercado. Além disso, ter um perfil estruturado com conteúdo de qualidade garante que sua marca tenha autoridade no mercado.

Apesar disso, começar a se planejar para redes sociais pode ser um desafio. Pensando nisso, trouxemos uma lista com 10 conteúdos para colocar nos canais de comunicação da sua empresa. Leia esse artigo até o final para conferir quais são eles!

Índice

1. Postagens, blogs, artigos e demais conteúdos escritos

Conteúdos escritos como postagens no Instagram, Facebook, artigos para blog, entre outros, são ótimos para agregar valor a sua marca. Através deles é possível construir uma boa reputação para a empresa e demonstrar para o seu cliente que você é perito no nicho que vende. 

Para fazer conteúdos para esses canais é preciso ter em mente que já existem uma grande quantidade de conteúdo sendo trabalhados na internet, por isso é importante ter criatividade e fazer com que o seu conteúdo seja o mais original possível, com uma identidade própria da sua empresa.  Além disso, eles devem acompanhar as dúvidas dos clientes e satisfazer seu desejo por informação. 

As melhores plataformas para comportar os conteúdos escritos são blogs empresariais, redes sociais como: Instagram, Facebook e Linkedin. Nesses canais o público consegue ter uma interação direta com sua empresa e acompanhar conteúdos educativos que falem mais das funcionalidades do seu produto/serviço. 

Para isso, é necessário ter um bom planejamento e traçar uma meta com objetivos claros onde conteúdos devem ajudar a chegar. Leia um artigo no nosso blog onde te mostramos o Guia completo para o seu planejamento de marketing! 

Veja um exemplo de conteúdos como esse no nosso feed do Instagram: 

2. Ebook

Os livros eletrônicos, ou ebooks como geralmente são chamados, são usados geralmente como um convite para que o seu público conheça de forma mais detalhada o nicho em que seu produto atua. Eles trazem conteúdos mais densos que servem para educar o seu público e aprofundar mais o tema do que em conteúdos rápidos como o de blogs e os que chegam às redes sociais.

Apesar de darem mais trabalho devido a quantidade de conteúdos contidos em um só ebook eles geram leads mais qualificados, afinal só lê um conteúdo robusto do tipo quem está muito interessado no nicho do seu produto, não é?

Para produzir um ebook é importante escolher um assunto que você domina, isso porque você terá que introduzir e dar detalhes sobre o tema que não são encontrados em conteúdos rápidos de Instagram ou blog.

Esse tipo de conteúdo pode ser colocado em seu site como sugestão para aprofundar um tema, ofertado através do Instagram em stories ou redes sociais ou com um link para acesso por outros canais de comunicação. Outra opção é preparar um ebook para uma campanha do público já interessado no tema a fim de fazer com que eles conheçam a sua empresa.

3. Links para conteúdo externo

Quando você precisa divulgar um trabalho legal que sua empresa fez, como uma case de sucesso, os links externos são ideais. Eles podem ser usados como recursos no seu conteúdo para completar algo que não coube no seus post ou para instigar o seu cliente a buscar mais conteúdos sobre o seu nicho. 

Apesar de ser uma boa estratégia para levar o seu público a excelentes conteúdos, é preciso ter cuidado quando o link externo direciona o cliente para uma página que não seja a da sua empresa. Pois assim, você estará levando o seu cliente a conhecer o trabalho de outra empresa e tirar um pouco da autoridade da sua marca sobre o assunto. Além disso, também é preciso ter atenção extra na hora de colocar links externos, se certificando que eles realmente complementam o seu tema e podem saciar o desejo de informação do seu cliente. 

Para criar os links externos você deve colocar títulos atrativos e que contenham palavras-chaves frequentemente usadas em pesquisas por clientes. não se esqueça de checar o link para ver se o direcionamento está sendo feito da forma correta. 

As plataformas onde os links externos são mais usados são redes sociais, em linktree do Instagram, ou em postagens do Linkedin, e-mail marketing que falam sobre o conteúdo ou até mesmo dentro de conteúdos de blogs, como fizemos no primeiro tema ao indicar outro artigo para complementar conteúdo. 

4. Imagem

Usar recursos visuais é sempre uma ótima pedida para chamar a atenção dos seus clientes, com elas você pode aumentar o envolvimento do seu público. Esse tipo de recurso é muito bem-vindo para acompanhar conteúdos com texto longo, pois ajuda a manter a atenção no assunto sem que o post ou artigo fique massante. 

Além disso, algumas imagens também ajudam a criar conexão com o seu público. Esse tipo de conteúdo tende a ser mais leve e fácil de chegar ao público, você pode usar boas fotos para postar o dia a dia da sua empresa, para deixar seus posts mais humanizados ou fazer layouts que chamem atenção para o conteúdo do qual você está falando. 

Com imagens as possibilidades são muitas, o que garante que esse seja um ótimo recurso para todos os canais, mas onde elas mais se destacam são no Instagram, Facebook, Linkedin e Twitter. 

Apenas é importante lembrar que as imagens devem contar pouco texto, o recurso visual deve ser o foco e quanto mais pessoas aparecem mais humanizada fica. 

5. Vídeos

Desde a criação do Youtube os vídeos são um ótimo recurso para a produção de conteúdos relevantes, através dele é possível gravar aulas, lives, entre outras coisas que ajudam o seu cliente a se conectar com a sua empresa. 

Com a explosão de aplicativos como o tiktok, os vídeos curtos também se popularizaram e hoje é possível encontrar o formato na maioria dos canais de comunicação. 

Para produzir conteúdos os vídeos são uma ótima opção, pois além de trazer informações úteis para o público também os entretêm visualmente e ainda deixa a sua marca muito mais humanizada. 

Atualmente são muitas as opções de como usar vídeos para fazer conteúdos, você pode falar de um tema do seu nicho, preparar uma vídeo aula para seus clientes, fazer vídeos curtos com temas fáceis e de grande interesse no mercado onde sua empresa atua, além de entrar em trends que falam sobre seu nicho de forma descontraída. 

Para redes sociais não é preciso uma grande produção para produzir um bom conteúdo e ganhar a atenção da audiência, mas o roteiro deve ser pensado de forma estratégica para entregar um conteúdo de qualidade.  

6. Storie

O Instagram foi quem popularizou os stories, mas por conta da grande repercussão que esse tipo de conteúdo foi adaptado para diferentes plataformas como, Twitter, Facebook e Tiktok. 

Esse conteúdo é facilmente digerido pelos usuários e se destacam por facilitar a interação em tempo real com o público. Os stories duram somente 24 horas e as possibilidades de uso são infinitas. 

Você pode produzir stories tanto em fotos quanto em vídeos, você pode mostrar um pouco do dia a dia da sua empresa, dar dicas rápidas, responder algumas perguntas frequentes do seu nicho, entre outras coisas. 

Nos stories o que mais conta é a frequência, tente estar diariamente com seus seguidores para que eles se sintam mais próximos da sua marca, você pode usar os recursos que cada app oferece para na sua plataforma, como as caixinhas de perguntas ou enquetes. Dessa forma, você terá atenção da sua audiência e criará um relacionamento com os seus clientes. 



7. Avaliação

Quem nunca experimentou algo só porque outra pessoa recomendou? 

As pessoas costumam confiar mais em uma empresa ao conhecer a experiência de outra pessoa. Por isso, as avaliações e depoimentos de clientes são essenciais para um negócio, é através delas que seu cliente pode dar o primeiro voto de confiança para sua empresa. 

Para isso, é preciso incentivar que seus cliente avaliem o seu produto/serviço após utilizarem, mas não se esqueça de antes proporcionar uma boa experiência ao cliente. 

A jornada da sua pessoa é importante desde o primeiro passo até o último, ao garantir uma experiência positiva você faz com que seu cliente se sinta à vontade para indicar a sua empresa para pessoas próximas a ele. 

Para se beneficiar das avaliações crie formulários de avaliação que facilitem ao seu público contar sua experiência de compra, você pode disponibilizá-los por email, no seu site e até nas suas redes sociais. 

Esse tipo de dado pode ser coletado e usado como conteúdo para mostrar ao público a satisfação de pessoas que já adquiriram seu produto/serviço antes. 

8. Live

As lives são transmissões ao vivo que você faz através do seu perfil pessoal ou perfil da sua marca, elas tem como objetivo estabelecer uma conversa entre você e o seu público em tempo real. Através das lives o público pode comentar e mandar dúvidas durante todo o tempo de transmissão.

Elas são ótimos recursos para conteúdos como: vídeo aula online, eventos e bate papo com as pessoas que seguem sua empresa nas redes sociais.

Para sua produção, você precisa usar plataformas compatíveis com conteúdo ao vivo, como o Instagram e o Youtube. Além disso, você pode deixar salvo o vídeo da live no seu perfil para as pessoas que não conseguiram acessar no horário de transmissão assistiram ao conteúdo gravado.

Esse tipo de material exige um pouco mais de preparo para que tudo saia de acordo, é importante se organizar com antecedência criando roteiros e verificando todos os equipamentos.

Apesar de ser um pouco mais trabalhoso, a live é uma ótima opção para que o público participe ativamente dos conteúdos da sua empresa, como eventos, mesmo que de forma virtual. Além disso, lives interativas são ótimas para deixar seu público mais conectado com a sua marca.

9. Infográficos

Esse é um conteúdo com teor explicativo que une informações, de forma resumida, para transmitir conhecimento de uma forma rápida e fácil de ser absorvida. 

Esse tipo de conteúdo costuma ter recursos visuais que melhoram o entendimento do público sobre algum tema que pode ser mais difícil de entender a respeito do seu nicho. Eles são ótimos suportes para explicar ao seu cliente temas complexos. 

A estrutura de um infográfico é composta por texto e gráficos, o que significa que você provavelmente vai precisar direcionar um grupo para criação do material. Além disso, esse tipo de conteúdo também exige pesquisa, por isso é importante coletar alguns dados sobre o tema a ser explicado antes. 

As plataformas que mais costumam aproveitar esse recurso são Facebook e Linkedin. 

10. Anúncios

Como sua empresa é encontrada?

Os anúncios são uma forma de divulgar sua marca através de campanhas com propagandas que impactam o público. 

Ao anunciar você gera consciência da solução que sua empresa oferece aos clientes, além de mostrar tudo que está acontecendo com a sua empresa. 

Para anunciar é importante pensar em todos os produtos e serviços que se destacam na sua empresa e ressaltar da melhor forma esses itens. Além disso, você pode usar recursos visuais e escritos que chamem a atenção do cliente para conhecer mais do que você oferece, como uma imagem do seu produto, um título chamativo e um resumo do que você está promovendo. 

Lembre-se de criar uma estratégia para sua campanha para que seus anúncios tragam resultados satisfatórios.

Os anúncios podem ser feitos na maioria das redes sociais e existem plataformas que te ajudam a anunciar para o público de maneira assertiva.  

No artigo “Google Ads: o que é, como funciona e como usar para os anúncios da sua empresa!” te damos dicas de como usar a plataforma para criar campanhas, clique aqui para ler

Conclusão..

Existem vários tipos de conteúdos que podem te ajudar a construir conexão, autoridade e presença no meio digital. O ideal é nunca usar apenas um, mas fazer um bom planejamento para mesclar todas as estratégias e chegar até o seu objetivo. 

Não existe uma única fórmula de fazer conteúdos para redes sociais, tudo deve ser planejado, testado e analisado para ver o que melhor funciona para sua empresa. O importante é sempre ser criativo e ter objetivos claros independente das plataformas que você escolher criar seus conteúdos. 

Gostou do nosso artigo? Veja todos os temas que já falamos no blog clicando aqui

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email